FERNANDO XIMENES DE ARAGAM naceo em Lisboa de Pays taõ pios, como illustres, quaes eraõ D. Thomás Ximenes de Aragaõ, e Dona Thereza Vasques de Elvas, filha de Antonio Fernandes de Elvas, Fidalgo da Caza Real, e Thesoureiro da Infanta Dona Maria, filha do Serenissimo Rey D. Manoel, de cuja virtuosa escola sahio educado para exemplar da vida Ecclesiastica. Depois de receber o gráo de Licenciado na Faculdade dos Sagrados Canones em a Academia Conimbricense obteve o Arcediagado de Santa Christina em a Sé Primacial de Braga, que possuio pelo largo espaço de 40. annos, atè que o renunciou em seu sobrinho Jeronymo Ximenes de Aragaõ. A mayor parte de taõ rendoso Beneficio dispendia pelos pobres; e para que se continuasse depois de morto esta charitativa beneficencia, deixou à Caza da Misericordia de Lisboa hum legado perpetuo. Foy muito versado na lição dos Santos Padres, e no estudo de Poetas Vulgares, como testemunhaõ as suas obras, igualmente cheyas de solida doutrina, e afluencia poetica. Morreo na sua patria a 29. de Abril de 1630. Vir satis pius, ac doctus o intitula Joan. Soar. de Brit. Theatr. Lusit. Litter. lit. F. n. 25. Compoz.

Restauracion del hombre. Lisboa por Pedro Craesbeeck. 1608. 8. & ibi por Manoel da Sylva. 1628. 8. He escrita em verso solto em fórma de Dialogo, de que saõ interlocutores Theofilo, Theosophia, e Eccleseologia.

Doutrina Catholica para instruçaõ, confirmaçaõ dos fieis, extinçaõ das seitas supersticiosas, e em particular do Judaismo. Lisboa por Pedro Craesbeeck 1625. 4.

Dedicada a D. Fernando Martins Mascarenhas Bispo do Algarve, e Inquizidor Geral. Esta obra sahio segunda vez com addiçoens, e o titulo seguinte.

Extinçaõ do Judaismo, e mais seitas supersticiosas, e exaltaçaõ da só verdadeira Religiaõ Christãa dada por Deos aos homens para por ella serem salvos. Lisboa pelo dito Impressor. 1628. 4.

Incendium animae, sive abbreviatum Verbum Misericordiarum Dei. Ulyssipone apud Petrum Craesbeeck 1630. 16. Dedicado a D. Francisco de Castro Inquizidor Geral.

Praxis da Oraçaõ Mental, ou exercicio espiritual, e trato da alma com Deos. Lisboa por Lourenço Craesbeck. 1633. 4.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]