FERNANDO TUDELA DE CASTILHO Cavalleiro da Ordem militar de Christo Fidalgo da Caza Real, naceo na Villa de Castello-Branco do Bispado da Guarda em o anno de 1631. sendo filho de Manoel de Castilho, e de Maria Tudella. Ainda que era Juiz proprietario da Alfandega, querendo manifestar o seu talento em mayores lugares, depois de receber o grào de Bacharel em a Faculdade de Direito Cesareo conferido pela Universidade de Coimbra, foy Juiz das Villas de Arronches, e Cear Corregedor da Comarca de Miranda, e do Crime do bairro do Rocio desta Corte, Auditor Geral da Cavallaria, e ultimamente Dezembargador em a Relaçaõ do Porto, donde partindo á Provincia da Beira com a incumbencia de varias diligencias, humas pertencentes ao Fisco, outras para pacificar as discordias que haviaõ entre o povo, e a Nobreza, desempenhou o conceito, que se tinha da sua Litteratura, e prudencia. Por Decreto d’ElRey D. Pedro II. foy Conductor do Principe Graõ Mestre da Ordem Teutonica, irmaõ da Serenissima Rainha Dona Maria Sofia Izabel de Neoburg, cuja funçaõ fez com igual credito da sua pessoa, como despeza da sua fazenda, havendo assistido por Procurador da Villa de Castello-Branco sua patria em as Cortes, que se celebráraõ em Lisboa no anno de 1674. Falleceo a 20. de Janeiro de 1692. Entre varias obras, que compoz, merece distincta memoria a seguinte que conservava em Castello-Branco seu neto Fernando Tudella de Castilho.

Discurso, em que persuade a Coroaçaõ de Rey destes Reynos ao Senhor D. Pedro, mostrando com razoens fundamentaes lhe pertencia a Coroa, logo que se julgou com impedimento natural, e perpetuo, incapaz do governo, e successaõ o Senhor Rey D. Affonso VI. M. S.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. II]