P. MANOEL DE ALMEIDA naceo na Cidade de Vizeu da Provincia da Beira, e logo nos primeiros annos mostrou tal inclinaçaõ para a Virtude, que fugindo do seculo contra a vontade de seus pays Manoel Antunes, e Messia de Almeida recebeo a roupeta de Jesuita em o Noviciado de Coimbra a 12. De Novembro de 1594. Completos os dous primeiros annos de Noviço pedio com fervorosas instancias aos Superiores faculdade para promulgar o Evangelho nas Regioens Orientaes, e sendo deferida esta suplica a favor do seu zelo partio com 17. companheiros em o anno de 1597, e chegando a Goa se instruio nas letras amenas, e severas que depois ensinou com grande fruto dos seus ouvintes. Sendo Reytor do Collegio de Baçaim foy nomeado pelo Geral Mucio Vitaleschi Embaxador do Emperador da Etiopia Sultaõ Segued para lhe gratificar a benevolencia com que no seu vasto imperio tratava aos Padres dedicados á conversaõ dos seus Vasallos. Depois de experimentar diversos trabalhos na jornada em que se consumiraõ dous annos chegou a Corte Imperial em o anno de 1624. onde foy recebido com distintas significaçoens de jubilo, e veneraçaõ. Para atrahir ao gremio da Igreja mais ovelhas aprendeo a lingua Etiopica, e como fosse eleito superior desta dilatada Missaõ se lhe augmentou o trabalho discorrendo por todos os lugares onde assistiaõ os Missionarios, e instruindo aos  novamente convertidos para que permanecessem na Fé prometida no Bautismo. Passados outo annos se armou huma furiosa tempestade movida pelo Emperador Facilada accerrimo sequaz dos erros scismaticos de Alexandria mandando exterminar do seu Imperio a todos os Missionarios de cuja severa ordem se naõ póde eximir o P. Manoel de Almeida o

qual acompanhado de outros Padres Jesuitas e dous Sacerdotes Capellaens do Patriarcha D. Affonso Mendes juntamente com elles exterminados chegou á Cidade de Adem onde em o espaço de seis mezes que nella assistio naõ teve pequeno exercicio a sua paciencia insultada pelo barbaro genio do Governador da Cidade. Restituido a Goa no anno de 1634. foy eleito Reitor do Collegio e depois Provincial, e Visitador de toda a India. Exercitados estes lugares com summa prudencia se retirou á Peninsula de Salcete onde sendo Vigario de huma Igreja doutrinava o povo com zelo de Vigilante Pastor, porêm querendo o Santo Officio de Goa servirse do seu talento o chamou para Deputado, cujo ministerio dezempenhou com a satisfaçaõ que prometiaõ as suas letras. Na ultima doença recebeo duas vezes o Viatico, e conhecendo ser chegada a ultima hora pedindo a vela disse: paratum cor meum Deus, paratum cor meum, e no fim destas palavras espirou placidamente a 10. de Mayo em que cahio a Festa de Ascençaõ de Christo do anno de 1646. quando contava 65. annos de idade, e 51. de Companhia. Fazem do seu nome honorifica memoria Joan. Soar. de Brit. Theatr. Lusit. Litter. Lit. E. n. 18. Nicol. Ant. Bib. Hisp. Tom. 2. p. 121. col. 2. Bib. Societ. pag. 188. col. 1. Cardozo Agiol. Lusit. Tom. 3. pag. 153. e no Comment. de 10. de Mayo letr. N. Tellez Hist. da Etiop. Alta liv. 4. cap. 26. e no Append. dest. Hist. pag. 669. §. 1. 2. e 3. D. Alphons. Mend. Exped. Aetiop. lib. 1. cap. 12. liv. 4. cap. 20. lib. 2. cap. 1. 6. 7. lib. 3. cap. 13. Andrad. Var. Illustr. de la Comp. lib. 5. Franco Imag. da Virtud. Do Colleg: de Coimb. Tom. 1. liv. 2. cap. 43. até 48. e Tom. 2. p. 622., e no Annal. glorios. S. J. in Lusit. p. 263. Hallevord. Bib. Curios. pag. 67. col. 1. Magn. Bib. Eccles. Tom. 1. pag. 339. col. 1.

Escreveo por ordem do Geral Mucio Vitaleschi.

Historia da Etiopia Alta. Começa pelo Padre Pedro Paes da Companhia de Jesus a qual adicionou como testemunha em varias partes com diversos sucessos, e

a publicou com outros additamentos o Padre Balthezar Tellez. Coimbra por Manoel Dias 1660. fol.

Cartas da Etiopia escritas ao Geral Mucio Vitaleschi de Gorgorá a 17. De Abril de 1627. em que relata o progresso das Missoens desde o anno de 1626. Até Março de 1627. Sahiraõ vertidas na lingua Italiana. Roma por l’ heredi di

Bartholameo Zannetti 1629. 8.

Carta em que relata os trabalhos que padeceo em Etiopia até chegar á Cidade de Adem. Parte della está impressa na Imag. da Virtud. do Colleg. de Coimb. composta pelo Padre Franco Tom. 1. pag. 353. até 357.

Tratado dos erros dos Abexins confutados com solidas razoens M. S.

Apologia contra Fr. Luiz de Urreta da Ordem dos Pregadores. M. S.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]