P. MANOEL DIAS natural de Fermoselhe em o Bispado de Coimbra sendo filho de Manoel Francisco, e Maria Luis. Passando á Bahia na tenra idade de desaseis annos abraçou o instituto da Companhia de Jesus em o Collegio daquella Cidade a 5. de Abril de 1681. Dictou Filosofia no Collegio do Rio de Janeiro e Theologia, em o da Bahia. Pela grande prudencia, de que era ornado foy Secretario de tres Provinciaes, Reytor do Collegio do Rio de Janeiro, Visitador varias vezes, e ultimamente Provincial. Entre as sciencias severas se aplicou á Jurisprudencia, em que sahio eminente naõ sómente addicionando aos celebres Jurisconsultos Manoel Barboza, Manoel Alvares Pegas, e Manoel da Fonceca Themudo, mas compondo.

Promptuarium Juris. fol. 2. Tom. cuja obra tanto estimava que dizia ser o seu Morgado.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]