P. ALVARO SEMMEDO, Jesuita, cujo instituto professou a 30 de Abril de 1602, quando contava 17 annos de edade. Partindo pouco depois para o Oriente, e tendo estado alguns annos em Goa, conseguiu penetrar no imperio da China, onde missionou por largos annos com muito fructo, soffrendo porém grandes trabalhos e perseguições, como contam os seus biographos. Tendo vindo á Europa na qualidade de Procurador das Missões, voltou concluidos os seus negocios para a China, e ahi faleceu no exercicio dos cargos de Provincial e Visitador. – Foi natural da villa de Niza, no Alemtejo, e m. na cidade de Cantão a 6 de Maio de 1658, com 73 annos de edade. – Das noticias adquiridas e observações feitas pessoalmente em vinte e dous annos de assistencia continuada na China, formou este padre e concluiu no de 1637 a sua Relação, que Manuel de Faria e Sousa verteu em castelhano, e publicou com o titulo seguinte:

265) Imperio de la China y cultura evangelica en el, por los religiosos de la Compañia de Jesus. Sacado de las noticias del P. Alvaro Semmedo de la propria Compañia. Madrid, por Juan Sanchez 1642. 4.º – É dividida em tres partes, das quaes a. I tracta geralmente da descripção do paiz, e de suas provincias, sitio, e qualidades: a II do seu governo, e do tocante ás pessoas e costumes de seus habitadores: a III emfim do que diz respeito á cultura evangelica, e introducção do christianismo no imperio.

Foi tão bem aceita esta relação, que todas as nações da Europa se apressaram a transportal‑a para os seus idiomas, o que se prova pelas traducções que d’ella se fizeram, a saber: Em italiano com o titulo: Relazione della grande monarchia della Cina, Roma 1643. 4.º, adornada com o retrato do auctor, e reimpressa ibi, 1653. 4.º – Em francez, com o titulo Histoire universelle du grand royaume de la Chine composée en italien par le P. Alvares de Semmedo, et traduite en notre langue par L. Coulon. Paris 1645. 4.° Reimpressa em Lyon 1667. 4.°, da qual tinha um exemplar o cav. Francisco José Maria de Brito. – Em inglez: History of the grande and renowed monarchy of China. London 1665 fol. illustrada com mappas, e retrato do auctor, da qual Barbosa declara ter tido um exemplar. Reimpressa ibi, 1665 fol., se é exacto o que diz Mr. Ternaux Compans na sua Bibliotheque Asiatique et Africaine n.º 2001.

No Manuel de Bibliographie Universelle da Encyclopedia‑Roret, Paris 1857, tomo I, pag. 137, a proposito de mencionarem a sobredita edição da versão franceza impressa em 1667, dizem os sabios auctores – que o original portuguez d’esta obra é raro. Isto carece d’explicação: se entendem falar do original manuscripto, tal como o escrevera o P. Semmedo, e que parece ter estado em poder de Manuel de Faria, que por elle fez a sua versão, esse original é mais que raro, e mesmo se ignora, creio, o destino que levou: se porém se referem, como parece mais provavel, a uma edição da obra em portuguez, impressa antes de apparecer a traducção hespanhola de Faria, então de certo se enganaram; porque essa edição não é só rara, é impossivel de achar por não ter jamais existido.

A traducção de Faria (n.º 265) sahiu novamente com o mesmo titulo, Lisboa Occidental, na Off. Herreriana 1731. fol. de XVII‑252 pag., por diligencia de Miguel Lopes Ferreira, a quem muito se deve pelo serviço prestado ás lettras nas varias publicações que fez de alguns ineditos, e nas reimpressões de livros antigos e estimaveis que se iam tornando raros. Os exemplares d’esta reimpressão acham‑se sem grande dificuldade. O seu preço tem sido de 480 até 600 réis, e eu possuo um exemplar bem conservado, que ha annos comprei por 360 réis.

Não concluirei este artigo sem advertir que Barbosa se equivocou, quando no tomo I deu a primeira edição d’esta obra (n.° 265) com a data de 1643, sendo ella realmente de 1642. É verdade que este engano se acha rectificado no tomo III, art. «Manuel de Faria e Sousa» citando‑se ahi a data certa; mas em desconto, ahi mesmo apparece outro novo erro, indicando‑se a segunda edição como feita em 1730, em vez de 1731, que é o anno verdadeiro.

 

[Diccionario bibliographico portuguez, tomo 1]