AMARO DE ROBOREDO, um dos mais celebres grammaticos portuguezes, seguiu o estado ecclesiastico, e teve um beneficio na egreja de N. S. da Salvação da villa d’Arruda, districto de Lisboa. – N. na villa d’Algoso, da provincia de Traz os Montes, conforme uns, e na cidade de Vizeu, segundo querem outros. Nada consta com certeza quanto as datas do seu nascimento e obito. Vê‑se porém que florecia no primeiro quartel do seculo XVII. – E.

276) (C) Declaração do symbolo para uso dos Curas, pelo ill.mo sr. Cardeal Bellarmino… traduzido da lingua italiana. Lisboa, por Pedro Craesbeeck 1614. 8.º Ibi, na Off. Craesbeeckiana 1653. 8.º de V‑60 folhas numeradas só na frente.

277) (C) Doutrina Christã. Lisboa, por Pedro Craesbeeck 1620. 8.º.

278) (C) Soccorro das Almas do Purgatorio, para se saberem tirar com indulgencias as almas nomeadas, e applicar‑lhe bem a satisfação das obras penaes e pias… Ibi, pelo mesmo Impressor 1627. 12.° & ibi, por Antonio Alvares 1645. 24.º ‑ Estes tres pequenos opusculos, posto que não vulgares, são de pouca consideração.

279) (C) Verdadeira Grammatica Latina para se bem saber em breve tempo, escripta na lingua portugueza, com exemplos na latina. Lisboa, por Pedro Craesbeeck. 1615. 8.º ‑ Ainda não poude ver algum exemplar d’esta grammatica, que não existe nas Bibliothecas publicas d’esta cidade.

280) (C) Methodo grammatical para todas as linguas. Consta de tres partes: 1.ª Grammatica exemplificada na portugueza e latina; 2.ª copia de palavras exemplificadas na latina; 3.ª Frase exemplificada no latim, etc. Lisboa, por Pedro Craesbeeck 1619. 4.º. de XXXII‑211 pag., e mais 7 no fim sem numeração. O unico exemplar que conheço d’esta obra vi‑o na Bibl. Nac. de Lisboa. Julgo que alguns se têem vendido em differentes tempos por preços entre 720 e 960 réis.

281) (C) Grammatica Latina mais breve e facil que as publicadas até agora, na qual precedem os exemplos ás regras. Lisboa, por Antonio Alvares 1625. 8.º de XXII‑176 pag. – Pouco vulgar, como as demais obras do auctor. Preço 480 a 600 réis.

282) (C) Regras da Orthographia Portugueza. Ibi, pelo mesmo impressor 1615. Uma folha. Esta edição, citada por Barbosa, é rarissima, e não conheço nem vi jamais algum exemplar d’ella. Mas em seu logar apparece uma reimpressão, que tambem não é commum, e que eu possuo, com o titulo seguinte: Regras da Orthographia da Lingua Portugueza, recopiladas por Amaro de Roboredo expostas em fórma de dialogo, novamente correctas: com a Taboada exactissima de André de Avellar Lente de Mathematica na Universidade de Coimbra: ampliada com algumas curiosidades pelo P. Bento da Victoria, etc. etc. Lisboa Occidental, na Off. Joaquiniana da Musica de Bernardo Fernandes Gaio. (Sem data d’impressão.) 8.º de VIII‑47 pag. Este nome Bento da Victoria é um pseudonymo de que se serviu o P. Victorino José da Costa, por cuja diligencia consta se fizera esta reimpressão. Barbosa diz que ella sahira em 1738.

283) (C) Raizes da Lingua Latina, mostradas em um Tractado e Diccionario, isto é, um Compendio de Calepino, com a composição e derivação das palavras com a orthographia, quantidade e phrase d’ellas. Lisboa, por Pedro Craesbeeck 1621. 4.º de 443 pag. – Preço 800 a 960 réis, até 1:200.

284) (C) Porta de Linguas, ou modo muito acommodado para as entender, publicado primeiro com a traducção hespanhola, agora acrescentada a portugueza, com numeros interlineares, pelos quaes se possa entender sem mestre estas linguas. Ibi, pelo mesmo Impressor 1623. 4.° de XXIV‑319 pag. – Preços, os mesmos que os da antecedente.

Tractando de Roboredo o nosso grande philologo José Vicente Gomes de Moura diz: «Este distincto grammatico mostra‑se nas suas obras superior ás idéas do seu tempo: reconheceu a necessidade da reunião do ensino das linguas latina e materna em um mesmo compendio, e concebeu a idéa dos principios geraes da grammatica, e da grammatica comparada; bem como a necessidade de reformar o methodo por que então se ensinava a lingua latina.»

 

[Diccionario bibliographico portuguez, tomo 1]