Realiza-se no dia 19 de outubro, às 18 horas, a Sessão XXIII do Seminário Permanente de Estudos Globais. Trata-se de uma iniciativa com periodicidade mensal organizada pela Imprensa Nacional-Casa da Moeda e pela Universidade Aberta, através da Cátedra Infante Dom Henrique para os Estudos Insulares Atlânticos e a Globalização (CIDH), e que, na sua vigésima terceira sessão, contará com a intervenção do Professor Doutor Rui Carita (professor catedrático da Universidade da Madeira, arqueólogo internacional, historiador de arte e do património militar), que apresentará a conferência «Os 600 Anos do Início do Povoamento da Madeira e do Porto Santo como Primeiro Passo da Primeira Grande Globalização».

A sessão, de entrada livre, decorrerá na Biblioteca da Imprensa Nacional-Casa da Moeda (Rua da Escola Politécnica, 135, 1250-100 Lisboa).

Mais informamos que a inscrição e presença nas sessões do Seminário Permanente de Estudos Globais dão direito a certificado de participação. Para o efeito, a inscrição deverá ser formalizada através do e-mail seminario.permanente@cidh-global.org, com a indicação do nome completo.

A sessão será transmitida em streaming através do site da CIDH (http://cidh-global.org/category/canais/ ).

Rui Carita (1946;-) é professor catedrático aposentado da Universidade da Madeira, onde dá aulas e é assessor para a recuperação de património cultural e arqueológico nos Emirados Árabes Unidos, lugar que igualmente ocupou em Santa Catarina, no Brasil, e no Funchal, ilha da MadeiraÉ membro do CLEPUL da Universidade de Lisboa, do IAP da Universidade Nova, da Comissão de História Militar, da Academia Portuguesa da História, etc. Tem cerca de 50 livros publicados e 200 outras publicações, tendo orientado, arguido teses e participado em júris e trabalhos universitários em Portugal, Espanha, Cabo Verde, Brasil, Itália, Camarões, EAU e Marrocos nas áreas de Património Edificado, Arquitetura e Urbanismo, Arqueologia e Artes Decorativas.