ALVARO FERNANDES, que parece ter sido guardião do galeão grande S. João, na viagem em que este naufragou, como abaixo se dirá. Se houvermos de dar credito ás indicações de Barbosa na Bibl. Lus. tomo I, foi elle que, na qualidade de testemunha presencial, escreveu a obra seguinte:

248) Historia da mui notavel perda do galeão grande S. João. Em que se contém os innumeraveis trabalhos e grandes desaventuras que aconteceram ao capitão Manuel de Sousa de Sepulveda. E o lamentavel fim que elle e sua mulher e filhos e toda a mais gente houveram. O qual se perdeu no anno de 1552 a 24 de Junho na terra do Natal, em trinta e um graus. Sem logar nem anno da impressão. 4.º gothico.

Porém tanto esta, como outra edição que d’ella differe consideravelmente feita em 1592, e mais algumas que adiante mencionarei em logar oportuno, foram todas desconhecidas de Barbosa, e por elle omittidas na Bibl., limitando‑se a descrever uma, que diz sahira em Lisboa, por João de Barreira 1554. 4.° Enganou‑se de certo, quando deu por auctor d’esta Historia o sobredito Alvaro Fernandes, pois que este, como se vê do prologo respectivo, apenas forneceu as noticias, sem que escrevesse a historia do successo. E bem pesado o mais que se diz no mesmo prologo, fica para mim mais que muito duvidosa a existencia da tal pretendida edição de 1554 apontada por Barbosa.

É porém notavel que esse mesmo erro (se o é, como tenho razão para acreditar) appareça reproduzido na Bibliotheque Asiatique de Mr. Ternaux Compans, onde vem mencionada sob n.° 340 a sobredita edição de 1554: provavelmente o auctor n’este, como n’outros logares, cingiu‑se á auctoridade do Abbade de Sevèr, e copiou‑o tal qual, sem que tivesse occasião de verificar de facto proprio se existiam ou não as obras e edições apontadas.

Consulte‑se tambem a este respeito a Bibliogr. Hist. do sr. Figaniere n.° 1086, e mais particularmente no presente Diccionario o artigo Historia da mui notavel perda, etc.

 

[Diccionario bibliographico portuguez, tomo 1]