MANOEL LOPES FERREIRA, natural de Lisboa, e filho de Manoel Lopes Ferreira, e Barbara Lopes, e irmaõ de Miguel Lopes Ferreira, de quem em seu lugar se fará mençaõ. Depois de receber o grao de Bacharel em Direito Pontificio em a Universidade de Coimbra, foy Ouvidor do Algarve, e Corregedor de Lamego, e querendo mostrar como estava perito na pratica da Jurisprudencia. Compoz

Pratica Criminal expendida na forma da Praxe, observada neste nosso Reyno de Portugal, e illustrada com muitas Ordenaçoens, Leys extravagantes, Regimentos, e Doutores. Tom. 1. Lisboa na Officina Ferreiriana 1730. fol.

Tom. 2. ibi na mesma Officina 1731. fol.

Tom. 3. ibi na mesma Officina 1733. fol.

Tom. 4. ibi na mesma Officina. 1733. fol.

Direcçaõ para os Syndicantes tirarem as Residencias aos Ministros da Jurisdiçaõ Real, e aos seus Officiaes; e como os Escrivaens dellas processaraõ os Autos, e faraõ os Termos até de todo serem acabadas, e remetidas á Meza do

Dezembargo do Passo. Lisboa, na Officina Ferreiriana. 1733. fol. Sahio sem o nome do Author.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]