MANOEL LOPES DE OLIVEIRA natural de Villa-Viçosa, parente muito chegado do Doutor Manoel da Costa, chamado antonomasticamente o Subtil. Foy insigne humanista, profundo Filosofo, elegante Poeta, egregio Jurisconsulto, e Advogado da Casa da Supplicaçaõ, compondo elle a liçaõ, quando fez opposiçaõ a este lugar. Naõ era menos erudito na Historia Ecclesiastica, e secular. Compoz

De Consultationibus, & Consiliis. Esta obra era cheya de doutrinas solidas, e como tal muito dezejada de todos os professores da Jurisprudencia, como escreve Francisco de Moraes Sardinha Parnas. de Villav. liv. 2. cap. 61. Livro he este de que dizem os que sabem, ser livro de grande erudiçaõ, e que será de muito proveito a todos assim pela doutrina delle, como pelo atalho, que fará ao trabalho que sem elle se naõ escuzará de commodo, mas de descanço, e alivio aos Letrados, que por esta via ficaraõ em tudo satisfeitos. Florecia pelo anno de 1618.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]