Fr. MANOEL DA MADRE DE DEOS BULHOENS, naceo na Cidade da Bahia Capital da America Portugueza a 6. de Novembro de 1663. onde teve por Pays a Manoel da Costa da Camara Capitaõ de Infantaria, e D. Maria de Bulhoens filha legitima de Luiz Gomes de Bulhoens Tenente General de Artelharia. Como por morte de seu Pay se recolhesse sua Mãy com quatro filhas ao Convento de Santa Clara da Bahia, e neste professassem todas o instituto Serafico, seguio resoluto taõ santos vestigios, e sendo Fidalgo Cavalleiro, e Alferes de Infantaria paga entrou no Claustro da Religiaõ Carmelitana, a 7. de Setembro de 1688. Quando contava 25. annos de idade, e professou solemnemente a 8. do dito mez do anno seguinte. Ensinou Filosofia aos seus domesticos em cuja Faculdade sendo secular tinha recebido o grao de Mestre, e depois dictou Theologia em que jubilou com grande credito da sua literatura. Como Procurador da sua Provincia foy mandado a Roma a assistir ao Capitulo Geral celebrado no anno de 1695. onde votou como Diffinidor Geral. Foy Prior do Convento patrio, Provincial e Examinador Synodal do Arcebispo da Bahia. Teve grande talento para o Ministerio do pulpito que exercitou com geral aclamaçaõ, publicando

Sermaõ nas Exequias de Roque da Costa Barreto Governador do Estado da Bahia. Lisboa, por Manoel Lopes Ferreira 1699. 4.

Sermaõ da Soledade da Senhora prégado na Sè da Bahia a 25. de Março de 1701. Lisboa por Bernardo da Costa de Carvalho. 1702. 4.

Sermaõ da Soledade da Senhora prégado na Cathedral da Bahia em 13. De Abril de 1702. Lisboa, por Antonio Pedroso Galraõ. 1703. 4.

Sermaõ da Soledade da Senhora, prégado na Sé da Bahia no anno de 1708. Lisboa pelo dito Impressor 1709. 4.

Sermaõ de N. S. da Ajuda na sua Igreja da Cidade da Bahia em dia da Expectaçaõ. Lisboa pelo dito Impressor. 1704. 4.

Sermaõ em acçaõ de graças pela saude do Senhor Rey D. Pedro II. Prégado na Sé da Bahia em 24 de Mayo de 1705. ibi pelo dito Impressor 1706. 4.

Sermaõ primeiro do Synodo Diocesano, que se celebrou no Brasil pelo Illustrissimo Senhor D. Sebastiaõ Monteiro Arcebispo da Bahia em dia do Espirito Santo 12. de Junho de 1707. ibi por Miguel Manescal 1709. 4.

Sermaõ de Santa Tereza, prégado no Convento do Carmo da Bahia. Lisboa 1711. 4.

Sermaõ de S. Feliz de Cantalicio no Hospicio de N. S. da Piedade dos Capuchinhos da Cidade da Bahia. ibi por Miguel Manescal. 1717. 4.

Sermaõ do Principe dos Apostolos S. Pedro na abertura do seu novo Templo, que na Cidade da Bahia levantou a Reverenda Irmandade dos Clerigos. ibi pelo dito Impressor 1717. 4.

Sermaõ da Festividade de N. S. da Barroquinha. Lisboa por Manoel Fernandes da Costa 1728. 4.

Oraçaõ Concionatoria nas sumtuosas Exequias da Illustrissima Senhora D. Mariana de Alencastro dignissima Mãy do Excellentissimo Senhor Vasco Fernandes Cesar de Menezes Conde de Sabugoza, e Capitaõ General do mar, e terra em o Estado do Brasil celebradas na Bahia em 25. de Outubro de 1731.  Lisboa, por Pedro Ferreira Impressor da Rainha N. S. 1732. 4.

Sermoens varios Tom. 1. ibi por Manoel Fernandes da Costa 1737. 4. Consta de 15. Sermoens.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]