AGOSTINHO DE GAVY DE MENDONÇA, natural de Mazagão em Africa, e de cujas circumstancias pessoaes nada nos diz Barbosa. Parece que ainda vivia em 1607. – E.

84) (C) Historia do famoso cerco que o Xarife pos a fortaleza de Mazagão deffendido pello valeroso capitam mor della Aluaro de Carualho. Gouernãdo neste Reyno a Serenissima Raynha Dona Catherina, no anno de 1562. Lisboa, em casa de Vicente Alvarez, 1607. 4.º – O Sr. Figaniere (Bibliogr. Hist. n.º 990) faz menção de um exemplar que vira, pertencente á livraria das Necessidades, que offerece consideravel mudança no rosto, sendo alias da mesma edição. Ahi se chama ao capitão mór em vez de Alvaro de Carvalho, Ruy de Sousa de Carvalho. – Na Bibl. Lusitana Escolhida de José Augusto Salgado vem mencionada esta edição (por erro, segundo creio) como de 1605.

Quanto ao merito da obra, alem de merecer todo o credito como escripta por quem foi testemunha ocular dos successos que refere, é tambem estimavel pela ingenuidade, força e energia d’estylo que em toda ella domina. Consta de dezoito capitulos, dos quaes o ultimo é especialmente destinado á enumeração de varios feitos de armas, que tiveram logar na referida praça.

São mui pouco vulgares os exemplares d’este livro, e ainda no anno passado o sr. Monteiro de Campos vendeu um por 2:400 réis! Comtudo, o distincto bibliophilo José da Silva Costa, falecido ha annos, tinha na sua escolhida livraria outro, que diz lhe custára 800 réis.

 

[Diccionario bibliographico portuguez, tomo 1]