MANOEL DE MESQUITA PERESTRELLO. Passou á India em companhia de seu pay Pedro Sobrinho de Mesquita, e seu irmaõ Antonio Sobrinho em o anno de 1506 em que D. Francisco de Almeyda fez a primeira viagem ao Oriente com o honorifico lugar de Vice-Rey. Depois de ter militado com animo destemido pelo largo espaço de 38 annos voltando para Portugal em 1 de Fevereiro de 1554 em a Nao S. Bento de que era Capitaõ Fernaõ Alvares Cabral deu á costa em huma Ilheta junto da boca do rio do Infante situada na altura de trinta e dous graos, e hum terço a 22 de Abril acabando tragicamente neste naufragio cento e sincoenta pessoas. Como evadisse de tal perigo, e fosse testemunha ocular delle escreveo com estylo sincero, e publicou com o titulo seguinte.

Naufragio da Nao S. Bento sendo Capitaõ Fernaõ Alvares Cabral, que se perdeo a 22 de Abril de 1554 na Costa na terra do Natal junto do rio do Infante em altura de trinta e dous graos, e hum terço da banda do Sul, e dos incriveis trabalhos que passaraõ os que nelle escaparaõ em que entrou elle Manoel de Mesquita. Coimbra por Joaõ de Barreira. 1564. 8. e na Histor. Tragic. e Marit.Tom. 1. pag. 39. Lisboa na Officina da Congregaçaõ. 1736. 4.

Roteiro do Cabo da Boa Esperança, até o das Correntes. Dedicado a ElRey D. Sebastiaõ, por cuja ordem o escreveo. Para ser feito com todo o exame sahio de Moçambique a 22 de Novembro de 1575 para onde voltou a 13 de Março de 1576 consumindo todo este tempo nas demarcaçoens que pessoalmente andou fazendo. Fazem memoria deste Author Nicol. Ant. Bib. Hisp. Tom. 1. p. 269. col. 1. E Antonio de Leaõ Bib. Orient. Tit. 13.

 

 [Bibliotheca Lusitana, vol. III]