P. MATHEOS CARDOSO, natural de Lisboa, e filho de Pedro Gonçalves Castanho, e Brites Cardosa. Abraçou o instituto da Companhia de Jesus, em o Noviciado de Coimbra a 8 de Novembro de 1598, quando contava 14 annos de idade. Foy excellente Mestre de letras humanas, em a Universidade de Evora, donde com faculdade dos Superiores passou ao Reino de Congo para lucrar almas a Christo aprendendo para este fim a lingoa daquelle Paiz, na qual traduzio.

Doutrina Christiana compuesta pelo Padre Marcos Jorge da Companhia de Jesus Doctor Theologo: acrecentada pelo P. Ignatio Martins de la misma Compañia tambien Doctor Theologo. Lisboa por Gerardo da Vinha. 1624. 8.

Da sua veya poetica deixou elegantes produçoens merecendo entre todas a primazia o epitafio, composto ao divino Camoens, por ordem de Martim Gonçalves da Camara, Presidente do Paço, e Escrivaõ da Puridade delRey D. Sebastiaõ, a qual principia

Naso elegis, Flacus Lyricis, Epigrammate Marcus, etc.

O qual se póde ler no lugar, onde largamente se fez memoria do insigne Camoens. Fazem honorifica memoria do Padre Matheos Cardoso, Faria Asia Portug. Tom. 3. Part. 4. cap. 22. §. 24. Joan. Soares de Brito Theatr. Lusit. Litter. lit. M. n. 19. Severim de Faria Disc. de Var. Hist. pag. 130. vers.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]