MARTIM DE CASTRO DO RIO. Senhor de Barbacena Comendador da Comenda de S. Joaõ de Refega na Ordem de Christo naceo em Lisboa sendo seus Progenitores Diogo de Castro do Rio Fidalgo da Casa delRey D. Joaõ III. e primeiro Senhor de Barbacena, e Beatriz Vaz, filha de Duarte Tristaõ. Foy ornadode juizo agudo, e coraçaõ piedoso mostrando aquelle nas produçoens da sua penna, e este nas continuas esmolas com que soccorria a pobreza, ocultando com tanto cuidado esta sagrada profusaõ, que somente se descobrio por sua morte, em que cessou a corrente de tantos beneficios. Mereceo entre os Poetas do seu tempo distincta estimaçaõ cujos versos eraõ conceituosos, cadentes, e elegantes. Do estudo da Genealogia teve bastante liçaõ, como tambem da Historia Secular. Casou com D. Margarida de Mendoça, filha de Jorge Furtado de Mendoça Comendador das Entradas, e Repreza, e D. Mecia Henriques, filha de Pedro de Sousa Alcaide mòr de Beja, Senhor de Beringel irmãa de Affonso Furtado de Mendoça, que de Deaõ de Lisboa, e Reitor da Universidade de Coimbra ocupou as Mitras dos Bispados da Guarda, e Coimbra, e os Arcebispados de Lisboa, e Braga. Deste Consorcio foy a primeira produçaõ Luiz de Castro do Rio, que casou a primeira vez, com sua prima D. Margarida de Mendoça, filha de D. Francisco de Sousa Governador do Brasil, de quem naõ teve filhos. Passou a segundas vodas com Dona Catherina Telles filha de Aires Telles de Menezes, Alcaide mòr da Covilhã, cujo lugar obteve por este casamento, da qual naõ teve sucessaõ. Sucedeo na Casa Jorge Furtado de Mendoça, filho segundo de Martim de Castro do Rio. Compoz

Poesias Sagradas. Consta de Elegias, Cançoens, Hymnos, Tercetos, Oitavas, Sonetos, e Vilhancicos. 4. M. S. Conservaõ-se na Livraria do Illustrissimo e Excellentissimo Duque de Lafoens, que foy do Emminentissimo Cardeal de Sousa.

No Cancioneiro do P. Pedro Ribeiro escrito em o anno de 1577, que se guarda na mesma Livraria está huma sua Elegia Sacra, que começa

A ti meu bom JESUS, que offendi tanto.

Instruçaõ a seus filhos, quando se embarcou em huma Armada.

Nobiliario de diversas Familias. fol. M. S. Conservava-se em poder de Jorge Furtado de Mendoça Visconde de Barbacena sobrinho do Author, de cuja obra se lembraõ Manoel de Faria e Sousa Fuente de Aganip. Part. 1. no Prolog. n. 3. e Ant. Carvalho da Costa Corog. Portug. Tom. 2. p. 553.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]