MONICA JOAQUINA JOSEFA, natural de Lisboa, onde teve por Pays ao Capitaõ Braz Pereira da Sylva, e Dona Margarida Josefa de Lara. A natureza a ornou de juizo perspicaz para comprehender as letras amenas, com que se deleitava o seu genio, principalmente a Poesia, em que fez insignes progressos, compondo

Elegia á felicissima chegada da Serinissima Princeza de Castella a Portugal no anno de 1728. Consta de mil e seiscentos versos. Roma illustrada, ou discriçaõ de Roma antiga, e moderna. Consta de mil e tantos versos.

Virgilio defendido, e Homero acusado. Obra Poetica.

Faz memoria destas obras M. S., como da sua Authora o Theat. Heroin. Tom. 2. p. 277.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]