D. MAXIMO DE SOUSA, natural da Villa de Soure, Titulo do Condado, situada na Provincia da Beira. Foy filho de Leonel de Sousa, e D. Anna de Macedo igualmente nobres, e opulentos. Recebeo o habito Canonico de Santo Agostinho, em o Real Convento de Santa Cruz de Coimbra, onde fez insignes progressos na cultura das virtudes, e aplicaçaõ das Sciencias sendo grande Filosofo, e Theologo, e famoso professor da lingoa Latina. Como era Mestre de Gramatica dos Senhores D. Fulgencio, e D. Theotonio, filhos dos Serenissimos Duques de Bragança D. Jaime, e Dona Joanna de Mendoça sua segunda mulher, e de outros Cavalheros, publicou

Grammatica Latina. Coimbra no Mosteiro de S. Cruz 1535. 4.

D. Nicolao de Santa Maria na Chron. dos Coneg. Reg. liv. 10. cap. 4. n. 6. e liv. 12. n. 4. escreve que esta Arte foy impressa por ordem delRey D. Joaõ III. sendo a primeira que em Portugal sahira á luz publica, e que della se usara em a Universidade de Coimbra, até que o P. Manoel Alvares publicou a sua no anno de 1572, trinta e sete annos posterior á de D. Maximo; porém miseravelmente se enganou D. Nicolao de S. Maria ignorando, que se tinha impresso em Lisboa no anno de 1501 a Arte de Joaõ Pastrana (de quem se fez mençaõ em seu lugar) anterior á de D. Maximo 34 annos, como doutamente advertio o Beneficiado Francisco Leitaõ Ferreira Not. Chronol. da Univ. de Coimb. p. 548. n. 1171.

Falleceo em 6 de Outubro de 1554.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]