P. NICOLAO PIMENTA. Naceo em a notavel Villa de Santarem a 6 de Dezembro de 1546, sendo filho do Doutor Antonio Pimenta Desembargador da Casa da Suplicaçaõ, e Vereador do Senado de Lisboa, e de Maria de Figueiredo. Quando contava 16 annos de idade se alistou na Companhia de Jesus em o Collegio de Coimbra a 2 de Mayo de 1562, onde dictou Rhetorica, Filosofia, e Theologia em a Universidade de Evora, em cuja Faculdade recebeo as insignias doutoraes a 7 de Julho de 1586. O aplauso que conciliou nas Cadeiras correspondeo ao que teve nos pulpitos exercitando o ministerio concionatorio nas principaes Cidades do Reino. Sendo eleito pelo Geral Visitador das Provincias da India, partio no anno de 1592 com 18 Companheiros desempenhando taõ laboriosa incumbencia com o zelo, que do seu espirito se esperava. Discorreo por Cochim, Costa de Tranvacor, e Pescaria, Ilha de Manar, Negapataõ, Miliapor, Chaul, Baçaim, Damaõ, Salsete até se restituir a Goa tolerando com invicta constancia dilatadas jornadas, calores excessivos, frios rigorosos, sedes continuas, horrorosos naufragios, e outros formidaveis perigos, em que por diversas vezes se vio agonizante. Naõ satisfeito o seu ardor apostolico com tantos trabalhos expedio Missoens para Bengala, Pegù, Bisnaga; fundou duas casas em Dio, e Negapataõ, e redusio a melhor fórma os Collegios de Goa, e Baçaim. Tendo governado prudentemente as duas Provincias da India, falleceo piamente em Goa a 7 de Março de 1614, quando contava 68 annos de idade, e 52 de Religiaõ. As suas solemnes Exequias assistiraõ o Vice-Rey do Estado com toda a Nobreza, e cantou a Missa o Bispo de Malaca, eleito Bispo de Goa. Fazem memoria deste Religioso Varaõ Franco Imag. Da Virtud. do Nov. de Coimb. Tom. 1. Iiv. 2. cap. 91. e Tom. 2. p. 625. Bib. Societ. p. 633. col. 2. Joan. Soar. de Brito Theatr. Lusit. Litter. lit. N. n. 6. Telles Hist. da Etiop. alta. liv. 3. cap. 11 . Nicol. Ant. Bib. Hisp. Tom. 2. p. 122. col. 1. Ant. de Leaõ Bib. Orient. Titul. 3. Fonseca Evor. Glorios. p. 437. Compoz

Cartas escritas ao Geral Claudio Aquaviva a 26 de Novembro de 1599, e no 1 de Dezembro de 1600 nas quaes entre algumas cousas notaveis, e curiosas que conta de diversos Reinos, relata o sucesso da insigne victoria que André Furtado de Mendoça alcançou do Cunhale grande perseguidor da Fé, e Christandade da

India, e cruel inimigo daquelle Estado. Lisboa por Pedro Crasbeeck 1602. 8. Foraõ  traduzidas em Italiano pelo P. Carlos Sasseti Jesuita, e sahiraõ Roma por Luiz Zaneto 1602. 8. e Venetia, por Joaõ Bautista Ciotti 1602. 8. e na lingoa latina, com os seguintes titulos

Relatio Historica de rebus in India Orientali à Patribus Societatis anno 1597, e 1599 gestis à P. Nicolao Pimenta. Moguntiae apud Joannem Albinum 1601.8.

Exemplum Epistolae de statu rei Christianae in India Orientali Cal. Dec. 1600. ibi apud eumdem Typog. 1602. 8. & Constantiae apud Nicolaum Kalt. 1603. 8.

 

 [Bibliotheca Lusitana, vol. III]