P. PAULO PEREIRA, natural da Cidade de Angra Capital da Ilha Terceira. Foraõ seus Progenitores Antonio Pereira Ajudante do Terço do Castello de S. Joaõ Bautista, e Anna Nunes. Aprendidos os rudimentos Grammaticaes no Collegio dos Padres Jesuitas da sua patria passou a Lisboa, e no Noviciado da Cotovia abraçou o instituto da Companhia de Jesus a 31 de Outubro de 1672, quando contava 17 para 18 annos de idade. O engenho perspicaz, de que largamente o dotou a natureza, lhe facilitou comprehender brevemente as Sciencias amenas, e severas, dictando aquellas nos Collegios de Braga, e de Lisboa, e estudando estas no Collegio de Coimbra. Aplicou-se com particular disvelo a Theologia Moral, como necessaria directora das conciencias dictando as suas principaes Materias nas Ilhas da Madeira, e Terceira, e ultimamente em o Collegio de Lisboa. Foy Reitor do Collegio da Ilha de S. Miguel, em cujo governo experimentaraõ os subditos os effeitos da sua naural benevolencia. Praticou eminentemente os preceitos da Oratoria Ecclesiastica, sendo ouvido nos mais authorizados pulpitos da Corte com aplauso universal. Ao tempo que tinha escrito o Sermaõ da Canonizaçaõ do Summo Pontifice S. Pio V. com que se fechava o solemnissimo Oitavario que no Real Convento de S. Domingos de Lisboa lhe dedicou, como a taõ illustre filho a preclarissima Ordem dos Prégadores, adoeceo de huma febre maligna que fazendo-se rebelde a todas as diligencias da Medicina, recebidos piamente os Sacramentos, o privou da vida a 29 de Mayo de 1713, em o Collegio de S. Antaõ de Lisboa, quando contava 58 annos de idade, e 41 de Religiaõ. Ao seu Funeral assistio toda a Comunidade dos Religiosos de S. Domingos igualmente sentida, que obsequiosa. Sahiraõ posthumos

Sermoens varios a diversos Assumptos, e solemnidades. Tom. 1. Lisboa, na Officina Real Deslandesiana 1715. 4.

Faz larga memoria deste insigne Varaõ o P. Antonio Cordeiro Hist. Insulan. liv. 6. cap. 43. n. 449. e seguintes.

 

 [Bibliotheca Lusitana, vol. III]