NUNO FONSECA CABRAL, natural da Villa de Abrantes do Bispado da Guarda, e filho de Bernardo da Fonseca. Estudou Direito Cesareo em a Universidade de Coimbra com tanta aplicaçaõ, que de discipulo passou a Mestre, levando por oposiçaõ a Cadeira da Instituta em 2 de Junho de 1600, onde obteve a do Codigo a 12 de Março de 1601, e a dos Tres livros a 9 de Janeiro de 1604, Desembargador dos Aggravos na Casa da Suplicaçaõ a 12 de Novembro de 1614, e de Corregedor do Crime da Corte a 2 de Março de 1623. Nas Cortes em que foy jurado sucessor desta Coroa o Principe D. Filippe, filho de Filippe II. de Portugal, recitou

Oraçaõ no Auto do Juramento que ElRey D. Filippe nosso Senhor, segundo deste nome, fez aos tres Estados do Reino, e de que elles fizeraõ a sua Magestade do reconhecimento, e aceitaçaõ do Principe D. Filippe nosso Senhor seu filho primogenito em Lisboa a 14 dias do mez de Junho de 1619. Lisboa, por Pedro Crasbeeck. 1619. fol.

Oraçaõ no Auto das Cortes que fez ElRey nosso Senhor nesta Cidade de Lisboa a 18 de Julho de 1619. ibi pelo dito Impressor 1719. fol.

Annotaçoens ás Ordenaçoens do Reino. M. S. Saõ allegadas muitas vezes pelo celebre Jurisconsulto Manoel Alvares Pegas, em diversas partes das suas obras.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]