Fr. PACIFICO DA CRUZ, natural da Villa de Monte-Mór o Velho do Bispado de Coimbra. Para fugir do mundo se recolheo na Congregaçaõ dos Conegos Seculares do Evangelista, donde como aspirasse a vida mais austera passou para a Provincia Serafica de Portugal, e nella recebido o habito até mudou o nome que antes conservava. Praticou severamente os preceitos do seu Instituto servindo de estimulo, e de confusaõ aos seus domesticos assim nas muitas horas que passava estando de joelhos contemplando os atributos divinos, como reduzindo com graves disciplinas o corpo ás leys do espirito. Vaticinada a hora da sua morte a teve feliz em o Convento de Matosinhos a 15 de Setembro de 1630. Delle faz larga memoria o P. Fr. Manoel da Esperança Hist. Seraf. da Prov. de Portug. Part. 2. liv. 10. cap. 51. Compoz

Explicaçaõ das Rubricas do Missal, e Breviario. M. S. As quaes naõ lograraõ até hoje o favor da Impressaõ, diz o referido P. Fr. Manoel da Esperança.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]