Fr. PEDRO DE SANTO ANTONIO, natural de Lisboa. Professou o Serafico instituto da Provincia de Arrabida, onde por suas religiosas virtudes servia de exemplar aos seus domesticos. Foy Guardiaõ de varios Conventos, Definidor, Vizitador da Provincia da Piedade, e em todos estes lugares conservou unidas a prudencia com a affabilidade. Cheyo de merecimentos passou de mortal a eterno na Enfermaria de Lisboa a 19 de Setembro de 1641, quando contava 70 annos de idade, e 58 de Religiaõ. Fazem delle memoria Joan. Soar. de Brito Theatr. Lusit. Litter. lit. P. n. 20. Nicol. Ant. Bib. Hisp. Tom. 2. p. 135. col. 2. Magna Bib. Eccles. Tom. 1. p. 496. col. 2. Fr. Jozé de Jesus Maria Chron. da Prov. da Arrab. Part. 2. liv. 1. cap. 20. Fr. Joan. a D. Ant. Bib. Franc. Tom. 2. p. 431. col. 2. Compoz

Jardim espiritual da doutrina dos Santos, e Varoens espirituaes. Trata breve, facil, e distintamente dos Misterios de nossa Santa Fé, e de tudo o mais que hum Christaõ he obrigado saber, e guardar para se salvar com huma excellente, clara, e breve noticia ao fim da Oraçaõ mental, e finalmente ensina o Christaõ desde os primeiros principios até o summo da perfeiçaõ. Lisboa por Matheus Pinheiro 1632. 4. Neste livro protesta o Author que a cauza motora de o compor fora as ignorancias que tinha achado em muitas pessoas ignorantes dos mysterios que deviaõ crer quando confessava, cujo exercicio practicou por mais de vinte annos.

 

 [Bibliotheca Lusitana, vol. III]