PEDRO DE S. JOAM, chamado o Letrado; porque o era profundo em a sagrada Theologia Conego Secular da Congregaçaõ do Evangelista, cuja prudencia e affabilidade lhe adquiriaõ ser por duas vezes Reitor dos Conventos de Villar, Evora, e Lisboa, e Geral da sua florentissima Congregaçaõ. ElRey D. Joaõ o III. que estimava muito a sua pessoa lhe mandou insinuar quizesse fazer algumas advertencias pertencentes á refórma da Igreja, as quaes queria remeter ao seu Embaxador que assistia no Concilio Tridentino. Obedeceo ao preceito do seu Soberano, e compoz as Advertencias fundadas nas authoridades da Escritura, Concilios, e Santos Padres, cujo papel por ser demasiadamente difuso o naõ transcreveo na sua Chronica dos Coneg. Secul. o Padre Francisco de Santa Maria como affirma no liv. 2. cap. 39. pag. 523.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]