PEDRO NORBERTO DE AUCOURT E PADILHA, Cavalleiro professo da Ordem Militar de Christo, Fidalgo da Casa de Sua Magestade, e Secretario da Mesa do Desembargo do Paço, naceo em Lisboa a 6 de Junho de 1704. Foraõ seus Progenitores Fructuoso de Padilha Salazar, Fidalgo da Casa de Sua Magestade Provedor dos Contos, e do Assentamento, e D. Angela de Aucourt, natural de Pariz, donde vindo para esta Corte, quando contava sinco annos, empregou grande parte delles no serviço da Serenissima Princeza Dona Isabel, filha delRey D. Pedro II., da qual recebeo distinctas honras merecidas á capacidade do seu talento. Desde os primeiros annos se aplicou á liçaõ dos livros, e como a natureza o dotara de aguda comprehensaõ, e feliz memoria colheo da sua aplicaçaõ copioso fruto. Desejoso de adquirir aquelles dotes scientificos com que se ornaõ espiritos grandes, frequentou as Cortes de Pariz, e Madrid por algum tempo, e destas politicas escolas sahio instruido naquelles dictames, que saõ Mestres da vida moral, e civil. Pela sua natural affabilidade, e expediçaõ com que fallava as lingoas Franceza, e Castelhana mereceo ser tratado pelas primeiras Pessoas daquellas duas grandes Cortes com honorificas significaçoens. Restituido á patria casou com D. Dorothea Violante da Sylva, filha herdeira de Luiz Paulino da Sylva e Azevedo, Cavalleiro da Ordem de Christo, e Secretario da Mesa do Desembargo do Paço, e de D. Maria Michaela Joaquina de Seixas, de quem tem sucessaõ. Compoz com estylo puro elegante, e laconico.

Memorias Historicas Geograficas, e Politicas observadas de Pariz a Lisboa. Lisboa por Ignacio Rodrigues 1746. 8.

Memorias da Serenissma Senhora Dona Isabel Luiza Josefa, que foy jurada Princeza destes Reinos de Portugal. ibi por Francisco da Sylva. 1748. 8.

Familias de Padilhas, e Aucourt, das quaes descende, historiadas com provas, e documentos originaes. fol. 2. Tom. M. S.

Memorias Historicas do Senhor D. Antonio Prior do Crato, filho do Serenissimo Infante D. Luiz. M. S.

 

 [Bibliotheca Lusitana, vol. III]