Fr. REMIGIO DA ASSUMPÇAM, natural da Ilha da Madeira, Monge Cisterciense, cuja cogulla vestio em o real Convento de Alcobaça a 15 de Julho de 1594. Recebido o gráo de Doutor Theologo na Universidade de Coimbra tanta era a inclinaçaõ que tinha ao estudo das sagradas letras que sem interrupçaõ o conservou por toda a vida até que perdeo o sono, e para que o recuperasse como preciso para viver tolerou huma violenta operaçaõ no cerebro que o restituio a sua antiga saude. Foy ornado de summa affabilidade, sendo rigido cultor do seu instituto. Duas vezes subio ao Generalato da sua monastica Congregaçaõ; a primeira no anno de 1618, e a segunda no anno de 1634 por falecimento do Doutor Fr. Antonio Brandaõ Chronista do Reino. Foy Deputado da Inquisiçaõ de Coimbra, de que tomou posse a 15 de Março de 1620. Cheyo de annos e merecimentos passou de caduco a eterno no Convento de Alcobaça no anno de 1654. Compoz

Commentaria in Regulam D. Benedicti M. S.

Commentaria in Psalmum. Eructavit cor meum Verbum bonum. M. S.

Afforismos Espirituaes. 4. M. S.

Conservaõ-se estas obras na Livraria do real Convento de Alcobaça.

 

 [Bibliotheca Lusitana, vol. III]