Fr. PLACIDO DE VILLA-LOBOS, natural de Lisboa, donde impellido de superior impulso deixou o seculo pelo Claustro da monastica Religiaõ de S. Bento recebendo a sagrada cogulla em o Convento do Monserrate situado em o Principado de Catalunha. Pela severa exaçaõ com que observou o seu instituto foy eleito juntamente com Fr. Pedro de Chaves para restituir a Congregaçaõ Benedictina de Portugal ao primitivo rigor da disciplina regular que estava relaxado, achando propicia a proteção do Cardial D. Henrique a taõ santo intento com que felizmente concluio taõ ardua empreza. Sendo nomeado Geral da nova Congregaçaõ no anno de 1581 alcançou da Magestade de Filippe Prudente o Padroado de todos os Conventos Benedictinos para que nelles naõ fossem aprezentados Abbades Commendatarios. Á sua deligencia se deve a introduçaõ do instituto Benedictino na America, e que a Provincia do Brasil fosse sojeita ao Abbade Geral de Portugal. Ao tempo que passou ao Alentejo para ver na Villa do Landroal hum sitio que lhe offereciaõ para fundaçaõ de hum Convento contrahio huma infermidade que conhecendo ser a ultima se restituhio a Lisboa, onde recebidos os Sacramentos falleceo piamente a 16 de Julho de 1589 quando contava 60 annos de idade. Delle fazem honorifica memoria Fr. Leaõ de Santo Thomaz Bened. Lusit. Part. 2. Trat. 2. §. 3. pag. 392. Cardoso Agiol. Lusit. Tom. 3. pag. 608 no Comment. de 9 de Junho letr. B. Sousa Agiol. Lusit. Tom. 4. p. 581, e 584 no Comment. de 16 de Julho letr. H. Nicol. Ant. Bib. Hisp. Tom. 2. pag. 205 . col. 2. Compoz

Cathalogus perbrevis illustrium virorum, ac rerum memorabilum Ordinis D. Benedicti ex probatis Authoribus, ac praecipue ex historia monastica Petri Calzollarii collectus, una cum Regula D. Benedicti. Ulyssipone apud Antonium

Ribeiro 1586. 4. Sahio sem o seu nome.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]