ABEL MARIA JORDÃO PAIVA MANSO, Cav. da Ord. de N. S. da Conceição, Bacharel formado na faculdade de Canones pela Univ. de Coimbra, Advogado do Conselho d’Estado, Secretario do Trib. do Commercio de primeira instancia, Socio da Acad. R. das Sc. de Lisboa e de outras sociedades e corporações scientificas. – N. em Coimbra a 3 de Março de 1801. – E.

1) Repertorio geral alphabetico da Reforma Judiciaria. Lisboa, na Typ. Patriotica 1837. 8.º de 180 pag.

2) Petição de recurso á Corôa interposto pelo Ex.mo e Rev.mo Arcebispo de Mitylene do decreto pelo qual o Em.mo Cardeal Patriarcha… o suspendeu das funcções pontificaes e das de Vigario geral. Lisboa, Typ. do Panorama 1856. 8.º gr. de 31 pag. V. D. Domingos José de Sousa Magalhães.

Alem d’estas tem publicado varias Allegações de Direito: – Defeza do réo Francisco de Mattos Lobo perante a Relação de Lisboa, inserta na Gazeta dos Tribunaes n.º 34 do anno 1841: – Elogio historico do Advogado Emygdio Costa, na mesma Gazeta n.º 47 de 1842: – Noticia sobre a antiguidade dos Juizes de Paz em Portugal, na mesma Gazeta n.º 40 de 1841.

Consta que se occupa actualmente de um trabalho historico ácerca da antiga Casa dos vinte e quatro, o qual tenciona apresentar em breve á Academia das Sciencias.

 

[Diccionario bibliographico portuguez, tomo 1]