SALVADOR DE MESQUITA, filho de Gaspar Dias de Mesquita, e irmaõ de Martinho de Mesquita de quem em seu lugar se fez mençaõ, naceo na Cidade de S. Sebastiaõ do Rio de Janeiro em a America no anno de 1646. Na idade da adolescencia passou a Roma, onde admettido por Seminarista do Seminario Romano aprendeo as letras amenas, e severas com grande credito da sua aplicaçaõ excedendo a todos os seus Collegas na elegancia, e facilidade da Poesia Latina de tal forte que vertia extemporaniamente em Versos heroicos as liçoens da Filosofia que ouvia dictar nas Aulas. Deste furor poetico saõ testemunhas as seguintes obras que publicou.

Labores quinquaginta Christi Servatoris excerpti è libro R. P. Fr. Thomae à Jesu Erimitae Augustiniani ad lyram traducti. Romae Typis Philippi Mariae Mancini 1665. 4. Consta de diversos metros.

Sacrificium Jephte sacrum Drama. Romae Typis Jacobi Fei And. Fr. 1682. 4.

Tinha prompto para a impressaõ as seguintes Tragedias compostas em Versos Jambos imitando as de Seneca Tragico, cujos assumptos eraõ os seguintes.

Egistus, & Clytemnestra, sive scelerum Sepulchrum.

Demetrius, sive perfidia triumphans

Perseus, sive innocentia vindicata.

Prussia Bethyniae.

 

 [Bibliotheca Lusitana, vol. III]