RUY LOPES DA VEIGA, natural da Cidade de Coimbra, onde teve por Pays ao Doutor Thomaz Rodrigues da Veiga Lente de Prima da Medecina, Physico mór delRey D. Joaõ III, e Cavalleiro da ordem militar de Saõ-Tiago de quem se fará memoria em seu lugar. Naõ podia achar mais celebre theatro para a sua literatura que a patria que lhe, deo o berço illustrando a sua Universidade em que aprendeo as leys Imperiaes com a subtilissima explicaçaõ de diversos Titulos de Jurisprudencia Cesarea quando regentou todas as Cadeiras a que o elevou o merecimento proprio, e naõ o favor alheo. De Lente de Instituta de que tomou posse a 3 de Dezembro de 1569 passou á Cadeira do Codigo a 7 de Mayo de 1571, do Digesto Velho a 24 de Dezembro de 1576, de Vespera a 29 de Novembro de 1581, e ultimamente de Prima a 10 de Dezembro de 1590, onde jubilou em 1595. Foy Dezembargador da Casa da Suplicaçaõ a 18 de Mayo de 1588, e de Aggravos a 3 de Janeiro de 1598. Falleceo a 17 de Janeiro de 1600. Foy cazado com D. Helena Pinheiro descendente da illustre Casa de Aboym de quem teve ao celebre Thomê Pinheiro da Veiga Cavalleiro da Ordem de Christo Procurador da Coroa, e Dezembargador do Paço do qual se fará larga mençaõ em seu lugar. He celebrado o seu nome pelos mais famosos professores da Jurisprudencia, como saõ Bened. Pinel. lib. 1. Select. Jur. Interp. lib. 2. cap. 4. n. 1. Colendus admodum praeceptor meus eruditissimus. Phaebo Decis. Tom. 2. Decis. 115. n. 13. insignis, & communis praeceptor primarius dignissimus. Gabriel Pereira Decis. Decis 3. n. 13. vir magnus, & omni aevo memorandus. Franc. Caldas ad L. si Curat. habens n. 13. Vir praeter eximias animi, &corporis dotes quas in eum cumulavit abunde natura, omnium bonarum artium, disciplinarumque doctrina longe praestantissmus. Carvalho ad Cap. Raynald. Part. 4. n. 177. Praeceptorem memorandum. Compoz

Allegaçaõ de Direito a favor da Senhora D. Catherina, filha do Infante D. Duarte sobre a sucessaõ da Coroa de Portugal. Sahio com outras offerecidas ao Cardial D. Henrique. Almeirim a 27 de Fevereiro de 1580 fol. De cuja obra se lembra Antonio de Sousa de Macedo Lusit. Liber. lib. 1. cap. 14. n. 46. louvando-a com grandes elogios. As postilhas mais celebres que dictou na Universidade de Coimbra saõ as seguintes

Ad Tit. de rebus dubiis

Ad L. Filius Famil. §. de Legatis. 1.

Ad Tit. de Actionibus.

Ad Tit. de verborum obligationibus. Grande parte destas duas Postilhas transcreveo o Doutor Antonio Pichardo Lente de Prima de Salamanca nos seus Commentarios á Instituta que publicou em Valhadolid no anno de 1630 como se póde ver no liv. 3. ao titulo 16. de Verbor. obligat. ad Tit. 20. de inutilibus stipulationibus e Tom. 2. lib. 4. Tit. de Actionibus.

Ad Text. in leg. Faeminae ff. de regulis Juris.

Ad Tit. ff. de liberis, & posthumis.

Tambem desta Postilla extrahio grande parte Pichardo no seu livro intitulado Lectiones Salmanticenses, que sahio em Valhadolid anno 1622 como se póde observar Tract. 2. Annivers. relect. in L. Gallus 29 de liberis, & posthumis.

 

 [Bibliotheca Lusitana, vol. III]