LUCAS DE ANDRADE natural de Lisboa e filho de Luiz Alvares de Andrade de quem se fará mençaõ em seu lugar, e de Brites Cabral. Estudou na patria as sciencias escholasticas em que sahio suficientemente instruido. Ordenado de Presbitero obteve hum Beneficio na Parochial Igreja de S. Nicolao da sua pátria donde foy promovido a Capellaõ da Capella Real, e Prior da Igreja de Nossa Senhora dos Anjos de Villaverde do Patriarchado de Lisboa, e Prothonotario Apostolico. Foy muito perito na practica dos Ritos Ecclesiasticos que prescreve o Cerimonial Romano sendo sempre consultado em as mayores duvidas que altercavaõ os Mestres das Cerimonias, cuja decisaõ era respeitada como de Oraculo. Falleceo na patria em idade provecta a 10. de Agosto de 1680. Delle fazem honorifica mençaõ Ioaõ Soares de Brito Theatr. Lusit. Litter. lit. L. n. 7. Franckenau Bib. Hisp. Gen. Herald. pag. 281. Marangoni Thesaur. Paroch. Tom. 2. pag. 322. Cardozo Agiol. Lusit. Tom. 2. pag. 414. no Comment. de 3. de Abril letr. 1. Nicol. Ant. Bib. Hisp. Tom. 2. p. 13. col. 1. D. Leonard. de S. Jozé Economicon. Cap. 3. Tit. 1. §. 54. Compoz.

Manual das Cerimonias da Missa solemne de tres Padres, e das Missas dos Defuntos, e das que se devem guardar nas Horas Canonicas, que se cantaõ solemnemente, e das Procissoens solemnes em que se levar o Santissimo Sacramento. Lisboa por Antonio Alvares Impressor delRey 1652. 8.

Manual das Ceremonias do Officio solemne da Semana Santa começando de Domingo de Ramos the a menhãa de Paschoa da Resurreiçaõ. Lisboa pelo dito Impressor. 1653. 8.

Breve Relaçaõ do sumptuoso enterro que se fez em 17. de Mayo de 1653. ao Serenissimo Principe o Senhor D. Theodozio desde os Paços de Alcantara ao Real Convento de Belem onde foy depositado. Lisboa pelo dito Impressor 1659. 4.

Breve Relaçaõ do que sucedeo depois da morte da Serenissima Senhora D. Joanna Infanta de Portugal. Lisboa pelo dito Impressor 1654. 4.

Illustraçoens aos Manuaes da Missa Solemne, e do Officio Solemne da Semana Santa. Lisboa por Henrique Valente de Oliveira 1660. 4.

Discurso Eucharistico em que prova deverse dizer Alleluya nas Missas, e Officio, e commemoraçoens, que fazem intra annum como no dia de Corpus Christi excepto a tempore Septuagessimae ad Sabbatu Sanctum. Lisboa pelo dito Impressor. 1660. 4.

Eucharisterion ou de Alleluya. Lisboa por Domingos Carneiro. 1662. 4. Sahio com esta obra reimpresso o Discurso Eucharistico com huma apologia contra a critica de hum Religioso Jeronimo.

Theosebia, ou culto, e adoraçaõ que se deve a Deos com as Ceremonias, que se devem guardar no celebrar o Officio Divino. Lisboa por Ioaõ da Costa. 1670. 4.

Acçoens Episcopaes tiradas do Pontifical Romano, e Ceremonial dos Bispos com hum breve compendio dos poderes, e privilegios dos Bispos. Lisboa pelo dito Impressor. 1671. 4.

Visita geral, que deve fazer hum Prelado no seu Bispado, apontadas as couzas porque deve preguntar, e o que devem preparar os Parochos para a Visita.  Lisboa pelo dito Impressor. 1673. 4.

Advertencias espirituaes para mais agradar a Deos Nosso Senhor com hum exercicio muy proveitoso para depois da Comunhaõ. Lisboa por Antonio Alvares. 1656. 12. & ibi por Diogo Soares de Bulhoens 1670. 12. & ibi por Ioaõ da Costa 1674. 12. Esta obra sahio por elle addicionada a qual era composta por seu Pay Luiz Alvares de Andrade.

Obras M. S.

Vida de seu Pay. Desta obra faz memoria com louvor Jorge Cardoso Agiol. Lusit. Tom. 2. pag. 414. no Coment. de 3. de Abril letr. 1. e se conserva na Livraria do Excellentissimo Duque de Lafoens que foy do Eminentissimo Cardeal de Souza.

Tratado do poder, e jurisdiçaõ dos Parochos. Preferencia da honra a todas as coisas da vida. Conservaçaõ da Monarchia no meyo de todas as tempestades. O Officio menor de Santa Maria Magdalena.

Methodo de huma confiçaõ desembaraçada. Traduzido do Padre Thomaz Tamborino da Companhia de Jesus, e addicionado.

Casos repentinos, que custumaõ suceder aos Parochos na administraçaõ dos Sacramentos.

Todas estas obras estavaõ promptas para a Impressaõ como afirma seu Author no Prologo da Theosebia.

Descripçaõ de Guiné, e das varias, naçoens, que a povoaõ, seus Custumes, Leys Ritos, e Ceremonias, Guerras, Armas trajes, qualidades dos postos e comercios, que nellas se fazem. Desta obra o fez author Ioaõ Franco Barreto Bib. Portug. M. S.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]