Fr. ROQUE DE SANTA TEREZA, natural de Lessa Baliado da Ordem de S. Joaõ de Malta. Foraõ seus Progenitores, Luiz Alvares, e Maria de Sousa. Instruido na Grammatica Latina, que aprendera na Cidade de Porto, recebeo o habito de Carmelita calçado em o Convento de Lisboa a 22 de Janeiro de 1662, e professou no Convento de Béja em o 1 de Abril de 1663. Dictou Theologia nos Conventos de Setubal, e Moura, e no Collegio de Coimbra até possuir o lugar de Mestre por patente do Geral passado a 14 de Mayo de 1689. Foy Reitor do Collegio de Coimbra, Mestre de Noviços em o Convento de Lisboa, e Commissario Visitador, e Reformador Apostolico das Vigairarias da Bahia, e Rio de Janeiro, para cuja empreza partio em o anno de 1702, e a desempenhou como do seu prudente juizo se esperava. Restituido a Portugal, foy eleito primeiro Difinidor no Capitulo celebrado em Lisboa a 27 de Abril de 1708. Falleceo no Convento de Lisboa a 20 de Fevereiro de 1728. Publicou

Fé estabelecida sobre a Cruz de Christo triunfante. Lisboa por Miguel Deslandes. 1698. 4. He traduçaõ do Triumphus Christi, composto pelo grande Varaõ Fr. Jeronymo Savanarola da Ordem dos Prégadores, que na lingoa Castelhana tinha vertido Joaõ Lourenço de Otananti. O nosso tradutor fez nesta obra additamentos muito doutos. Delle faz mençaõ Fr. Manoel de Sá Mem. Hist. dos Escrit. do Carm. da Prov. de Portug. p. 452. e seguintes.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]