SIMAÕ DE MELLO COGOMINHO, Senhor da Torre de Coelheiros, naceo na Quinta do Pinheiro situada em sete rios, termo da Cidade de Lisboa. Foraõ seus Progenitores Joaõ de Mello Cogominho Senhor da Torre de Coelheiros, e D. Briolanja Henriques sua Prima, filha de Simaõ da Costa Freire Senhor de Pancas, Comendador da Ordem de Christo, e D. Ignez de Mello sua terceira mulher. Servio nas Armadas, e Campanhas, principalmente na Provincia da Beira na guerra da Sucessaõ de Hespanha com valor, e disciplina. Foy muito instruido na Poetica, e Genealogia. Casou com D. Joanna Maria de Mendoça, filha de Antonio Felix Machado da Sylva Marquez de Montebello em 22 de Agosto de 1711, de quem teve a Joaõ de Mello Cogominho, que falleceo a 21 de Outubro de 1741: Diogo Xavier de Mello Cogominho que lhe sucedeo na Casa, e tem descendencia: Fr. Antonio Cogominho Erimita Augustiniano, e Dona Victoria Porcia de Mendoça, que casou com Joaõ Rodrigo Brandaõ Pereira de Lacerda e Mello. Falleceo em 10 de Novembro de 1732 hindo para a Torre de Coelheiros. Compoz

Alcides Divino Poema de 12 Cantos. Estava prompto com todas as licenças para a Impressaõ.

Poezias varias. Comprehendem 4 Comedias, e Oraçoens Academicas. 4. M. S.

Arvores de Costados. fol. M. S.

 

 [Bibliotheca Lusitana, vol. III]