SIMAÕ DE CRASTO, criado dos Serenissimos Duques de Bragança taõ nobre por nacimento, como insigne por engenho. Ouvio os preceitos da lingoa Latina em Villa-Viçosa do celebre Fernaõ Soares Homem que fora Mestre do mesmo idioma do Serenissimo Duque de Bragança D. Theodosio II. Quando era mancebo escreveo.

Oratio in laudem clarissimi Principis Joannis hujus nominis Primi. Conimbricae 1550. 4. A oraçaõ he em verso, e tem no fim hum Dialogo que he hum sonho. No Compendio da Gramatica de Fernaõ Soares Homem impresso Eborae apud Andraeam Burgensem 1572. 8. está hum epigramma ao principio de Simaõ de Crasto em louvor de seu Mestre, o qual começa Vexabat miseros nimium confusa puellos, &c.

 

 [Bibliotheca Lusitana, vol. III]