LOURENÇO DE ANVERES PACHECO Cavalleiro professo da Ordem Militar de Christo, Contador da Contadoria Geral de Guerra, e Reyno, nasceo em Lisboa onde teve por pays a Antonio da Costa Corte Real, e Dona Roza Josefa de Anveres. Como fosse muito erudito nas letras humanas, e nas Artes da Poetica, e Oratoria foy Collega das Academias dos Aplicados, da Latina, e da Portugueza, e da dos Escolhidos nas quaes por diversas vezes presidio em verso, e proza com aplauzo dos ouvintes, alcançando a mesma estimaçaõ pelas suas producçoens metricas, das quaes até o tempo presente publicou as seguintes.

A morte da Serenissima Senhora Infanta Dona Francisca. Romance Heroico. Sahio nos Sentim. Metric. deste assumpto Collec. 2. a pag. 19. Lisboa por Miguel Rodrigues. 1736. 4.

Romance Heroico ao mesmo Assumpto. Sahio na Collec. 4. dos Sentim. Metric. a pag. 28. Lisboa pelo dito Impressor 1736. quarto.

Romance Endecasyllabo á morte do Padre D. Rafael Bluteau Cler. Reg. Sahio a pag. 104 do Obsequio funebre dedicado á saudosa memoria do mesmo Padre pela Academia dos Aplicados. Lisboa por Jozé Antonio da Silva 1734. 4.

Sentimento inconsolavel, saudade penosa, e contentamento plausivel que experimentou o povo Portuguez na molestia, na ausencia, e na melhoria da Augusta Magestade DelRey D. Joaõ o V. N. Senhor. Lisboa por Luiz Jozé Correa de Lemos. 1743. 4. Consta de 40. outavas Portuguezas.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]