LOPO GALEGO natural de Coimbra insigne Gramatico Latino, e excellente Humanista cujas faculdades estudou em a Universidade de Pariz, e depois ensinou na sua Patria com grande credito do seu talento por Provisaõ Real passada em Lisboa a 20. de Setembro de 1544, e por outra de 15. de Outubro de 1547. Jaz sepultado no Convento patrio de Santo Antonio dos Olivaes de Religiosos Capuchos e na campa tem gravado o seguinte epitafio.

Hoc jacet in tumulo Lupus expectando tremendum.

Adventum Domini, Judiciumque Dei. Delle faz mençaõ Mariz Dialog. de var. Hist. Dial 5. cap. 3. Compoz.

Arte de Gramatica com os principios da Rethorica. Francisco Galvaõ Maldonado na sua Bib. Portug. M. S. afirma que se imprimira, e que por ela estudaraõ Fr. Antonio de Villa do Conde Religioso Capucho da Provincia da Piedade, Ruy Pirez da Veyga, e Joaõ Alvares Brandaõ.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]