SIMEAÕ DE AZEVEDO DE FARIA, natural de Lisboa, e insigne professor de Poetica, como testemunha a afluencia da sua Musa com que metrificava em todo o genero de assumptos distinguindo-se entre ellas Sylva ao Bautismo do Infante D. Affonso celebrado em 13 de Agosto de 1643. Começava. Já na terceira idade entrava o anno, &c. Acaba. Na fugitiva prata a prata viva. Esta obra dedicou seu Author ao Conde dos Arcos constando a Dedicatoria de outra Sylva.

 

 [Bibliotheca Lusitana, vol. III]