Fr. THOMAZ DE SOUSA, filho de Antonio Cordeiro de Sousa Capitaõ mór da Villa de Abrantes, Cavalleiro professo da Ordem de Christo, Fidalgo da Casa de S. Magestade, e de D. Joanna Luiza de Mendoça, naceo em Lisboa, e na Freguezia do Real Convento de Saõ Vicente de Fóra recebeo a primeira graça a 18 de Dezembro de 1671. Quando contava 17 annos de idade recebeo o habito Carmelitano no Convento patrio a 7 de Setembro de 1688, e professou solemnemente a 8 do dito mez do anno seguinte. Estudadas as sciencias escolasticas se lhe passou Patente de Prégador. Resoluto de obedecer sempre, e nunca mandar renunciou a voz activa, e passiva no Capitulo celebrado no anno de 1718. Falleceo no Convento patrio a 21 de Fevereiro de 1737, quando contava 66 annos de idade, e 49 de Religioso. Teve genio para a Poezia vulgar compondo versos a diversos assumptos, dos quaes se imprimiraõ

Redondilhas, Decimas, e Sonetos em applauso do P. Simaõ Antonio de Santa Catherina religioso Jeronymo. Sahiraõ na Primeira Parte das suas obras Poeticas. Lisboa na Officina da Musica 1723. 8.

Varias Poezias a diversos assumptos. Dellas faz mençaõ o P. Fr. Manoel de Sá nas Mem. Hist. dos Escrit. do Carm. da Prov. de Portug. P. 473. e 474.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]