D. THOMAZ DE BEM. Naceo em Lisboa a 18 de Setembro de 1718, sendo filho do Doutor Agostinho de Bem Ferreira, de quem se fez memoria em seu lugar, e de D. Antonia Tereza da Fonseca. Aprendidas as letras humanas no Collegio patrio dos Padres Jesuitas abraçou o instituto de Clerigo Regular Theatino na Casa de N. Senhora da Divina Providencia a 18 de Mayo de 1733, professando solemnemente a 10 de Novembro do anno seguinte. Sahio taõ versado nas sciencias escolasticas, que as dictou aos seus domesticos com grande emolumento da sua aplicaçaõ. He ornado de feliz enthusiasmo para a Poezia Latina, e da Historia Ecclesiastica, e Secular tem vasta instruçaõ. Foy creado Qualificador do Santo Officio em o 1 de Abril de 1751, e he Examinador das Tres Ordens Militares.

Publicou

Castreidos libri quinque. Ulyssipone apud Antonium Isidorum da Fonseca. 1739. 4 Poema heroico, cujo argumento he a celebre victoria que alcançou o grande ViceRey da India D. Joaõ de Castro delRey de Cambaya, querendo expugnar a Fortaleza de Dio.

Panegyrico ao Excellentissimo e Reverendissimo o Senhor D. Francisco de Almeida Mascarenhas na occasiaõ de ser elevado á dignidade de Principal da Santa Igreja Occidental. Lisboa por Antonio Isidoro da Fonseca Impressor do Duque Estribeiro mór 1739. 4.

Oraçaõ funebre nas exequias do Illustrissimo e Excellentissimo Senhor D. Jayme de Mello III. Duque de Cadaval, Conselheiro de Estado, e Estribeiro mór delRey. Lisboa por Francisco da Sylva 1749. 4.

Ode Latina, em louvor do Author da Bibliotheca Lusitana. Sahio no 1. Tomo da Bibliotheca Lusitana. Lisboa pelo dito Impressor. 1741.

 

 [Bibliotheca Lusitana, vol. III]