D. VASCO MARTINS, filho de Martim Domingues irmaõ de D. Giraldo Domingues Bispo do Porto, Placencia, e Evora, naceo no lugar de Medello pouco distante da Cidade de Lamego. Foy educado por seu Tio D. Giraldo, em cuja escola fez taes progressos em letras, e virtudes, que de Prior de Almacava da Diocese de Lamego foy eleito ao tempo que assistia na Cidade de Avinhaõ pela Santidade de Joaõ XXII. Bispo do Porto a 15 de Dezembro do anno de Christo de 1327. Em observancia da ordem do Pontifice de que os Bispos residissem nos seus Bispados passou de Avinhaõ para o Porto, onde a primeira acçaõ que fez em defensa do rebanho que lhe fora cometido, foy oporse alentadamente com D. Gonçalo Pereira Arcebispo de Braga, e o Mestre da Ordem Militar de Christo D. Fr. Estevaõ Gonçalves acompanhados de mil e quatrocentos homens de pé, e cavallo á violenta invasaõ de D. Fernando Rodrigues de Castro, e seu irmaõ D. Joaõ de Castro principaes Senhores do Reino de Galiza feita por ordem de Affonso XI. de Castella em as terras de Entre Douro, e Minho, sendo tal a resistencia que experimentaraõ, que cahindo morto D. Joaõ de Castro salvou a vida seu irmaõ com a velocidade do cavallo em que estava montado. Castigou com interdicto o sacrilego insulto, com que os moradores do Porto pertenderaõ affrontar a sua pessoa sahindo da Cidade em que nunca mais assistio. Sucedendo na Cadeira de S. Pedro Clemente VI. por morte de Benedicto XII. o proveo no Bispado de Lisboa a 26 de Agosto de 1342 que administrou com zelo pastoral atè fallecer no anno de 1344. Delle faz larga mençaõ o Illustrissimo Cunha Cathal. dos Bisp. do Porto. Part. 2. cap. 18. e na Hist. Ecclesiast. de Braga. Part. 2. cap. 88. e 90.

Compoz

Livro da Roda. M. S.

Conserva-se no Archivo da Cathedral de Lisboa taõ celebre nesta Sé, o intitula o mesmo Cunha no Cap. 90. da Part. 2. da Hist. Eccles. de Lisboa.

 

 [Bibliotheca Lusitana, vol. III]