P. LEAÕ HENRIQUES natural da Villa das Alcaçovas da Provincia Transtagana do Arcebispado de Evora. Foy filho de Henrique Henriques, e D. Maria de Aragaõ Senhores da dita Villa, e sobrinho do Padre Leaõ Henriques Confessor do Cardeal D. Henrique em cujo obsequio mudou o nome de Pedro, que tinha no seculo em o de Leaõ quando entrou na Companhia de JESUS em o Noviciado de Evora a 17 de Dezembro de 1590 em idade de 15. annos. Estudadas as Sciencias amenas, e severas dictou Filosofia, e Theologia em cuja Faculdade recebeo as insignias Doutoraes. Amante do abatimento, e inimigo da vaõgloria se esqueceo totalmente da sua nobre origem, ocupando-se nos exercicios mais humildes assim em casa, como fora della, vizitando os prezos que socorria com as esmolas e instruindo pelas Praças os mininos com grande fruto, e utilidade das almas. Duas vezes se diciplinava cada dia, e em todas as semanas jejuava duas vezes. Nos ultimos annos recitava pelas contas trezentos Actos de Contriçaõ, e nos extremos fazia Actos de Fé, Esperança, e Charidade. Cumulado de virtudes passou a receber o premio dellas no Collegio de Evora a 12. de Novembro de 1621. Quando contava 46. annos de idade e 31. de Religiao. Delle fez larga, e honorifica memoria o P. Franco Imag. da Virt. Nov. do Colleg. de Evora liv. 3. cap. 7. e Annal. S. I. in Lusit. p. 232. §. 12. Escreveo.

Apologia sobre os que pediraõ nas Cortes celebradas no anno de 1619. que naõ estudassem os filhos dos Mecanicos fol. M. S.

 

[Bibliotheca Lusitana, vol. III]